Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Lampreia do Rio Minho: em sushi, pizza ou da forma mais tradicional

MIGUEL LOBO PHOTOGRAPHY

Lampreia. Ou se ama ou se odeia. Em relação a este peixe de água doce, não há margem para meios termos. Para quem gosta, é de dar água na boca. Pelo seu sabor tão peculiar, mas também pelo pouco tempo que está disponível no mercado, o que deixa espaço a muitas saudades.

Mas, mais um ano passado, aquela que é uma delícia gastronómica para muitos, está de regresso aos pratos dos (apesar de tudo poucos) restaurantes que a confecionam com rigor e habilidade.

Apesar de serem os pratos tradicionais que mais procura têm, começa a surgir uma nova tendência gastronómica. Sobretudo a nível dos acepipes, onde cabem o sushi de lampreia, pizza de lampreia, escabeche de lampreia e empanadas de lampreia.

Pode ser que um dia a “moda” pegue, mas, por agora, os aficionados deste peixe não dispensam as sua formas mais típicas. Com tradição, requinte e inovação, os restaurantes de Monção disponibilizam até ao dia 15 de abril a sua afamada lampreia, em mais uma edição de “Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência”.

Promovida pela Associação de Desenvolvimento Rural Integrado do Vale do Minho (Adriminho) e pelos seis municípios do Vale do Minho (Melgaço, Monção, Valença, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira e Caminha), a iniciativa conta com 17 restaurantes aderentes.

Na Cozinha do Convento, do Hotel Rural Convento dos Capuchos (Quinta do Convento dos Capuchos, Monção. Tel. 251640090) a lampreia serve-se à dose individual (€25) o que não é fácil de encontrar.
O mesmo sucede no restaurante Fonte da Vila (Hotel Fonte da Vila, Estrada de Melgaço. Tel. 251640050) que, além da dose (€20), também vende a lampreia inteira (€85), o que dá para cerca de três, quatro pessoas. Aqui é confecionado o arroz de lampreia, lampreia à bordalesa e assada no forno com batata assada e grelos salteados.

Outros locais onde pode encontrar o tão apreciado petisco, são o restaurante Flor do Minho (Largo João de Deus, Monção 251 651420), que só serve o peixe inteiro (€70), feito à bordalesa, em arroz ou também assada no forno. Da mesma forma é cozinhada a lampreia (€75) no Ponte Velha Restaurante (Ponte do Mouro, Barbeita. Tel. 251534188).
Em todos os restaurantes a reserva é necessária.

No âmbito deste evento, decorre o “Rali Gastronómico”, entre os dias 29 de fevereiro e 1 de março, a que se associam alguns bares, onde são servidos os acepipes menos usuais e que já referimos em cima.
Nos restaurantes estas entradas só costumam existir sob encomenda.

A Lampreia do Rio Minho, que tem segredos culinários que passam de geração em geração, é acompanhada pela doçaria tradicional da região, como as barriguinhas de freira, as roscas, os papudos e pelos produtos vínicos da Sub-Região de Monção e Melgaço que, entre outros, oferece o afamado Alvarinho.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!