Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Giosário ou a fusão das cozinhas italiana e portuguesa

Giorgio é genovês. Rosário é lisboeta. Da junção dos nomes deste casal de chefes, resulta a designação do mais recente restaurante de Loures, com uma criatividade sem limites.

O célebre jogo de tabuleiro Scrabble ganhou mais uma palavra: Giosário. A junção de Giorgio e Rosário Damasio, com o primeiro “i” a representar o Farol de Génova e, o segundo, a Torre de Belém. O nome cumpre, assim, a fusão baseada na combinação de sabores de Itália e de Portugal. Os países de origem do casal de chefes e, simultaneamente, os pontos de partida para uma viagem gastronómica prosseguida, desde 06 de setembro de 2018, por lourenses e forasteiros, neste espaço com uma vista privilegiada sobre o Parque da Cidade de Loures.

A Vespa verde estacionada junto à porta é o mote para o saboroso itinerário. Em frente, o bar rodeado por um balcão revestido de azulejos concebidos especialmente para o Giosário, é a primeira mostra do estilo industrial predominante neste restaurante. Os candeeiros, as cadeiras e a garrafeira de metal não deixam margem para dúvidas. Nem mesmo o que se vê para lá da enorme “janela” da cozinha apetrechada ao gosto dos mais exigentes cozinheiros. Ao invés das habituais toalhas aos quadrados, as mesas dispõem individuais com a memória descritiva acerca do nome.

Sobre a carta, o chefe Giorgio Damasio afirma veementemente: “foi feita pelos dois.” Por ambos é sugerido, por exemplo, a Tábua Lusitana (€18), com uma seleção variada de queijos e de produtos de charcutaria, ou o Cesto Dourado com Fusão (a partir de €8), no qual é servido uma tortilha de ovos e spagghetti, arancini de arroz de açafrão, sonho de bacalhau e salsa, choco dourado, rissol caprese, croquete de vitela e cogumelos, e rebuçado de alheira.

Da lista dos clássicos, tanto se destacam o Involtini di Pollo (€9), em que o peito de frango é enrolado com espinafres, nozes, queijo mozarela, tomate e puré de batata roxa, como o Risotto al Funghi (€9,50), um risotto de cogumelos, salsa e queijo parmigiano reggiano óptimo para vegetarianos. No alinhamento desta parte da ementa consta, ainda, o Bacalhau à Brás (€9,50) ou o Bife à Portuguesa (€12,50). Ou seja, estamos perante clássicos das cozinhas italiana e portuguesa escolhidos pela dupla de chefes para a carta.
Na base da sua elaboração das sugestões da “Perfeita Fusão” está, por sua vez, a combinação de sabores de ambas as culturas à mesa. É o caso da Francesesanha (€9,50), a nítida homenagem ao prato típico da cidade do Porto como se de uma lasanha se tratasse, na qual não falta o seu afamado molho; a Patanesca (€9,50), nem mais, nem menos, do que pataniscas de bacalhau e arroz malandro à puttanesca, com tomate, azeitonas e alcaparras; ou o Chocotto (€10), risotto de tinta com choco frito à setubalense.

O best-seller do Giosário está, porém, na secção das pizzas. Trata-se do Burghizza (€9,5), ou seja, hambúrguer de novilho servido em massa de pizza, com cebola, queijo e bacon, acompanhado por chips de batata-doce. A Buoníssima (€10), a Gamberi Piccante (€10,50) e a Açoriana (€11) são outras das pizzas cujos ingredientes despertam a atenção dos apreciadores deste produto italiano. Sobre a massa, Giorgio Damasio gosta de afirmar que não é um meste pizzaiolo. Por isso, fez questão de pôr de parte os clássicos no que a este assunto diz respeito, isto é, “não é romana, nem napolitana. É fina, estaladiça e, ao mesmo tempo, fofa. A fermentação dura 24 horas, mas pode chegar às 48.” Além disso, são todas feitas em forno de lenha. Mas qual é o segredo? “O segredo está na massa, no molho e no forno”, afirma o chefe genovês.

A fusão das cozinhas é assumida, novamente, na hora da sobremesa. O Farófiamisú (€3), junção de farófias com tiramisú, tornou-se já um êxito do Giosário. O Giocolate (€3,50), pudim de cacau com rum e licor Amaretto, “é um tributo ao meu pai, que era de Piemonte”, revela Giorgio Damasio.

O Giosário tem duas salas, umas das quais abre apenas para grupos ou quando o número de clientes excede o da primeira. O horário de funcionamento é de quarta a segunda-feira, das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 23h00. Em breve, o horário será ininterrupto já que a esplanada, virada para o Parque da Cidade de Loures, abrirá com a chegada dos dias mais convidativos da primavera.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!