Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Restaurante The Mix: há uma nova luz no farol

Picasa

Com uma localização única, em Cascais, o Farol Hotel tem novo chefe de cozinha, que promete dinamismo e sabores de inspiração mediterrânica

Há locais que nos transportam para os sonhos. Pelo espaço e a envolvência. Há sítios que nos fazem sentir bem porque são acolhedores, como o Farol Hotel (Av. Rei Humberto II de Itália, 7, Cascais. Tel. 214 823 490), um boutique hotel de 5 estrelas que só não deslumbra mais porque a escala de deslumbramento só vai até ao nível de “imensamente”.

O tempo pedia esplanada e copo de final de dia, com o laranja do pôr-do-sol e o “mar-ali-tão-perto” como companhias. O jantar no The Mix, um dos dois restaurantes (o outro, Sushi Desing é de... sushi) do hotel estava a ser preparado pelo chefe Ricardo Deus, jovem algarvio de Portimão, que passou por vários hotéis do grupo Pestana antes de se fixar em Cascais. Soube desde cedo que o seu destino seria a cozinha. Aprendeu com os bons e quis ser melhor. Ricardo Deus é o novo chefe da casa e quer levar bem longe a luz deste seu “farol”. O dinamismo da cozinha é uma das novas apostas.

A mais recente proposta da batizada “Cozinha Criativa” é o menu dedicado à caça, disponível até à próxima quarta-feira (13 de dezembro), composto por “Trouxa de perdiz com legumes salteados com alecrim e puré de alho negro fumado” (€12) ou “Creme de castanhas com azeite trufado e sour cream de hortelã” (€6), nas entradas, e por “Arroz malandrinho com lebre, ameixas de Elvas e crocante de presunto” (€21), ou “Perna de javali, maçãs de whisky, cremoso de coentro e cenoura glaceada, cogumelos assados com tomilho” (€26) ou “Risotto de espargos bravos, túberas e poejo” (€19), nos pratos principais. Para fechar esta sugestão de época, a sugestão é “Sericaia, mousse de canela, pickle de Granny Smith, molho de estragão e redução de Moscatel” (12).

Antes, já Ricardo Deus tinha dado a conhecer os princípios do seu trabalho. A mesa para jantar era junto à janela e a vista infinita de mar. Não há como não ver o mar no Farol Hotel, e ainda bem. A degustação (€50, sem vinhos) foi feita e servida para a ocasião, mas haverá sempre iguais propostas, uma vez que a ideia é servir menus semanais de cozinha criativa, a "Weekly Creative Cuisine" como lhe chama o hotel, que se renovam a cada sexta-feira.

Duas entradas, prato de peixe, carne, e duas sobremesas, que podem constar na semana seguinte, no mês a seguir ou nunca mais, de onde se destacam as “Vieiras marinadas em citrinos e pimenta de espalette”, a “Raia assada em manteiga de alcaparras com arroz malandrinho, cebolo grelhado e tomate confitado” e o “Lombo de leitão com abacaxi fumado, cremoso de cenoura e laranja e chips de batata-doce”. Divinal!

Se o mundo tivesse acabado naquele final de dia de sol com os pés quase mergulhados no mar tinha acabado bem. Se o mundo tivesse acabado naquele mar, o mar de Cascais a caminho do Guincho, acabava sereno. Naquele dia, pelo menos, acabava sereno.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!