Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Cama

Churchill, uma pousada histórica e a baía de Câmara de Lobos

Poucos imaginariam que a 8 de janeiro de 1950, Sir Winston Churchill, primeiro ministro do Reino Unido na Segunda Guerra Mundial, estaria sentado numa cadeira de vime, de charuto na boca, pintando a baía de Câmara de Lobos. Foi o que aconteceu e a fotografia que imortalizou o momento, tirada por Raul Perestrelo, correu mundo. Quase 70 anos depois, o Grupo Pestana inspirou-se nesta visita histórica e abriu o Pestana Churchill Bay (Rua Nossa Senhora da Conceição 17, Câmara de Lobos. Tel. 291146440), o primeiro hotel no centro histórico de Câmara de Lobos, na Madeira.

Percebe-se o impulso do famoso estadista, que montou o cavalete no agora Miradouro Winston Churchill. O ilhéu e a curva da baía, os barquinhos de pesca coloridos que os locais conhecem por xavelhas, as casas na encosta e o azul do mar ali tão perto... Dá uma pintura formidável, tanto que foi aproveitada para decorar os 57 quartos (desde €89) da unidade, quase todos com vista para a baía. A mesma onde em tempos existiu uma grande colónia de lobos marinhos, hoje reduzida e confinada às Ilhas Desertas. Grande prazer é ficar à varanda a ver e ouvir a baía. Fazer parte da simplicidade, pegar num livro ou num copo, e não querer saber de mais nada. Por este dias, pode aproveitar a campanha exclusiva para reservas efetuadas em www.pousadas.pt, para um mínimo de duas noites, com tarifas a partir de €76.

A pousada ocupa os edifícios dos antigos Paços do Concelho e da lota, na primeira linha de mar. Não se faz notar, respeita a envolvente na dimensão, nas cores claras e telhadinhos de canudo. Nota para o layout singelo, organização funcional e integração feliz na cidade, a despertar o interesse dos residentes e dos hóspedes, que têm o centro a dois passos. Isto é, a arte urbana, o comércio, os bares e a atividade piscatória. Quem passa junto à receção, não resiste a sentar-se e tirar uma foto ao lado da escultura de bronze feita pelo madeirense Martim Velosa, retratando o momento de Churchill no miradouro. O sucesso lembra o da célebre escultura de Fernando Pessoa na Brasileira, em Lisboa.

A escultura fica na contemplativa esplanada do Dock Bar que serve, durante todo o dia, petiscos com sabores regionais, bebidas quentes e frescas, whiskys, gins, rum, cocktails, vinho Madeira e ainda nikita e poncha (€3,50), típicas da baía piscatória. Na sala há memorabilia dedicada a Churchill, como livros, chapéus, fotos antigas e cartas escritas pelo político. A juntar às suas divertidas citações nas paredes: “Quando era novo, tinha a regra de nunca beber uma bebida forte antes do almoço. Agora, a minha regra é nunca o fazer antes do pequeno-almoço”.

Ao entrar no outro edifício, reaparecem os dizeres de Churchill e a sua silhueta no corredor. No terraço está o restaurante Pier One e uma esplanada com vista privilegiada para a baía. O menu é “à la carte”, ao almoço e jantar, dando primazia aos produtos locais e ao peixe fresco do dia na grelha. Há bolo do caco em manteiga de alho, lapas grelhadas, polvo à Churchill, lombo de bacalhau à lagareiro (€18), espetada em pau de louro, picado de carne e a “personalização” de massas, risottos e saladas. Nas sobremesas, o pudim de maracujá e o carpaccio de ananás com sorvet de limão.


Ainda no terraço, usufrua da sauna e da piscina panorâmica aquecida e em tons de verde, à imagem das plantações de bananas nas imediações. Para manter a boa forma, o Pestana Churchill Bay dispõe de um pequeno ginásio. Conte ainda com o serviço de massagens do portefólio Magic Spa.

Esta é a décima sexta unidade do Pestana Hotel Group na Madeira – e a número 99 do portefólio -, que assim soma um total de 2557 quartos, “aproximadamente 18% dos quartos em unidades hoteleiras na Região Autónoma da Madeira”, referiu o administrador Paulo Prada, na inauguração. Curiosamente, é a primeira Pousada de Portugal na ilha que viu nascer o maior grupo hoteleiro português. Ao Boa Cama Boa Mesa, o fundador e presidente do Grupo Pestana, Dionísio Pestana, referiu que “para ser uma pousada tem de ter uma parte histórica e tem de ser emblemática e este sítio tinha as duas condições”. Era uma “oportunidade única” para abrir uma pousada num “local encantador” e com o “storytelling” da arte da pesca. Foi já anunciado um segundo hotel para Câmara de Lobos.

Depois de caminhar no centro histórico, admire o oceano no alto do Jardim do Ilhéu ou no Cabo Girão, a 580 metros de altura e em cima de uma plataforma de vidro! Refresque-se na Praia do Vigário ou faça um passeio de barco no xavelha São João de Deus (Tel. 967143910). Visite a Henriques & Henriques e a Barbeito, para conhecer e provar os vinhos Madeira.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!